quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Que beleza!

Foto emprestada do blog do Bob.

Sou árduo defensor dos estilos de cerveja, porém acho legal alguns experimentos cervejeiros, tenho uma receita pronta e esperando (mais uma dentre 4 na espera) aprovação onde foi feita pensando em uma harmonização com um determinado jantar, outro tipo de experiência que venho fazendo com cada vez mais freqüência é a maturação em barris de carvalho, foi então inspirado na harmonização e nos barris que criei esta receita abaixo, ainda sem nome.

Quando fiz a primeira batelada da Bamberg Weizenbock, vi que a coisa demoraria a andar no que diz respeito a aprovação nos órgão competentes, então resolvi fazer um teste, coloquei uma parte dela pra maturar em barril de carvalho, fiz um dry hop e ela ficou por 4 meses maturando no barril, então fiz outra experiência, refermentei esta cerveja com fermento de espumante e no sábado dia 13 de fevereiro de 2010 tive a alegria de degustar o resultado final desta cerveja com meus amigos Edu e Bob e as respectivas, claro.

Foto emprestada do blog do Melograno.

A cerveja ficou fantástica, no aroma o lúpulo é marcante, misturando com as frutas passas, banana e malte, no sabor ela é complexa e refrescante, seca, nem percebe-se os 9,0% de álcool, uma maravilha de cerveja.

Tenho sorte, posso fazer o que eu quiser aqui na Bamberg, no que diz respeito a novos produtos, muitas vezes da certo e outras errado, mas isso é cerveja artesanal.

4 comentários:

Nataniel, o Metz disse...

post típico de cara que quer deixar os ''pobres trabalhadores que comem pizza no almoço'' morrendo de tristeza e inveja....

hahahaha

parabéns pelas cervejas, cara!

Alexandre Bamberg disse...

Nataniel

Juro q não foi esta a intenção.

Abraço

tarugo disse...

Parabéns pela cerveja! Fiquei com vontade de experimentar!!!
Quando vai rolar uma produção dessa cerveja para venda!?

Alexandre Bamberg disse...

Tarugo

Provavelmente ela será comercializada no final do ano.

Abraço