terça-feira, 18 de maio de 2010

O Segredo.

Quando visitei a cervejaria Uerige em Dusseldorf pude beber na fonte a Altbier mais tradicional do mundo, pra mim um exemplo do estilo, servida direto do barril em cima do balcão do pub, além disso, tive a oportunidade de visitar a fábrica e ver uma mistura de tradição com tecnologia. Mas o que me chamou a atenção foram duas cervejas sazonais que eles fabricam a Sticke e a DoppelSticke.

Tradicional forma de servir Altbier em Dusseldorf.
A palavra Sticke significa Segredo no dialeto local. Diz a lenda que no tempo em que as matérias-primas da cerveja eram medidas por baldes num certo dia o cervejeiro jogou na mostura alguns baldes a mais de malte, ao perceber isto teve que balancear com lúpulo e daí teve uma cerveja mais alcoólica, mais encorpada e mais amarga que a Alt tradicional. A cerveja todo mundo gostou, mas como foi resultado de um erro por muitos anos a receita foi passada de cervejeiro para cervejeiro como um segredo, daí a origem do nome.
Nos últimos anos a cervejaria criou uma versão mais forte ainda, a Doppelsticke, com mais malte e muito mais lúpulo.
A Sticke e a Doppelsticke está para Altbier assim como a Bock e a Doppelbock esta para as lagers.


Um dos barris de maturação da Dopellsticke da Bamberg.
Fazia tempo que eu pensava em fazer uma cerveja desta e no dia 23 de março de 2010 fiz minha interpretação da Doppelstick, só que achei que poderia dar uma incrementada na cerveja, daí coloquei 2/3 dela para maturar em barris de carvalho no dia 4 de maio de 2010, a idéia é lançá-la em abril de 2011. A outra novidade será como ela vai refermentar na garrafa, mas isso eu conto mais pra frente.
Mas alguém pode ter perguntado, e o 1/3 restante que não foi para o barril de madeira? Bom, esta maturando em barris de inox e assim que tiver pronto beberemos.

5 comentários:

David - Lamas Bier disse...

sim, beberemos.

Ver essas atitudes de extrema inovação em microverjarias brasileiras me enche de orgulho e gás para continuar nessa trabalho de conta gotas nosso.

Pão e Cerveja
David

Alvaro disse...

Ai minhas lumbriga! Assim eu paro de assinar o feed hehe é sacanagem demais!

Alexandre Bamberg disse...

David

garanto pra vc que nós fazemos o contrário, nos abastecemos de empolgação com a cena dos homebrew brasileiros, vcs são nosso combustível.

Abraço

Alvaro

Agora já consegui me acostumar com a espera até a cerveja ficar pronta, mas sei que é difícil controlar a expectativa.

Abraço

Paulo Feijão disse...

Alexandre,

Quando conversamos aquela vez sobre a Doppelstick não pude acreditar que alguém ousaria e reproduzir um estilo tão "secreto" e que deve ser divino. Pesquisei um monte sobre ela, e minha curiosidade em degustar este estilo ficou enorme. Dai vem você com esse presente inovador. Vejo que terei que me deslocar novamente até Votorantim.
Parabéns Ale, acredito muito no seu trabalho e o amor que possui com o nobre líquido.
Fiz um post no site falando das microcervejarias que não sabem ser microcervejarias, dê uma olhada.

Abraços

Paulo Feijão

Alexandre Bamberg disse...

Feijão

Obrigado pelos elogios, e fique a vontade pra vir aqui nos visitar, vc sempre é bem-vindo.

Abraço