quarta-feira, 9 de março de 2011

A Itália e a Birra.


Alguns dias atrás tive na feira cervejeira da Itália, que acontece em Rimini. Podemos aprender algumas coisas com o mercado Italiano, atualmente eles têm por volta de 250 cervejarias, a maioria muito pequena, brewpubs, mas num mercado que consumia muito pouca cerveja e agora vem aumentando o volume anualmente. Outra vantagem deles é que exportam facilmente, seja pra zona do Euro ou pra outros continentes.

As cervejas artesanais começaram aparecer na Itália nos anos 80, mas apenas nos anos 90 é que elas começaram a se multiplicar, uma das razões foi que o governo italiano adequou a legislação para que estes pequenos produtores conseguissem sobreviver, bem diferente do Brasil, onde o governo adequa as leis pra que as microcervejarias não sobrevivam.

A qualidade das cervejas ainda podem melhorar muito, são poucas que estão num nível alto de qualidade, estas, despontão ganhando premiações e ganham mercado interno e externo. Mas não vejo isso como um ponto negativo, pois a grande maioria tem boa intenção e se erram é tentando a inovação, diferente de nosso mercado onde a maioria faz a cerveja clara, leve e de baixa fermentação, os italianos testam oxidação proposital, fazem cervejas com barris de carvalho, substituem o lúpulo por radichio, cerveja com manjericão, entre outras coisas, portanto, é uma questão de tempo, eles começarão a acertar e daí ninguém os segurará.

Sempre disse que o mercado italiano era parecido com o brasileiro, eu estava errado, tem poucas semelhanças com o Brasil, a principal é que ambos estão começando a fazer cervejas artesanais e ambos não são grandes consumidores da bebida, mas a maior diferença é que aqui estão querendo acabar com os pequenos produtores de cerveja e lá na Itália eles são incentivados a produzir cervejas boa.

Pra nossa surpresa encontrmaos nossas cervejas e de outras microcervejarias brasileiras no stand do Mondial de La Biere, bem legal, o Brasil representado na Italia.

2 comentários:

Daniel Peccini Correa disse...

Buongiorno,

Nao sei se voce teve a possibilidade de vir a Milao, aqui encontra-se a primeira cervejaria artesanal da Italia, o Birrificio Lambrate, que foi quem obrigou a Italia a criar uma lei fiscal para tal segmento.
Alem disso, as cervejas deles sao muito boas.

O mercado aqui é forte. O italiano, ao contrario do que se pensa, come pizza acompanhado de cerveja ao invés de vinho.

Nunca tive a oportunidade de provar uma Bamberg, voce sabe onde posso encontra-la aqui na Italia.

um abraço
Daniel Peccini

Alexandre Bamberg disse...

Daniel, tudo bem?

A dois anos atrás eu visitei a Lambrate, realemte as cervejas deles são muito boas.
Você tem razão, fui numa pizzaria e tava todo mundo tomando cerveja, só eu pedi vinho, é impressiaonante como o Italiano ta bebendo cerveja com comida, não só em pizzarias, mas também em restaurantes mais sofisticados.
Infelizmente nós não exportamos nossas cervejas.

Abraço.