sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Weyermann Floor Malted - A história dentro do copo.


A cerveja esta totalmente ligada com a tecnologia, não bebemos a mesma cerveja fabricada a 50 anos atrás, e a de hoje não será igual a que será bebida daqui a 50 anos, mas através de estudos e relatos históricos, podemos tentar imaginar como eram as matérias-primas, os processos e as cervejas no passado.
No dia 5 de outubro de 1842, o tcheco Josef Groll produzia a primeira cerveja pilsen da história, na cidade de mesmo nome, depois disso, o mundo nunca mais foi o mesmo, a cerveja clara, de baixa fermentação, leve e refrescante, mas ao mesmo tempo complexa e que exige muita técnica, se tornou um sucesso de venda e se espalhou para o mundo todo.
A cerveja fábricada na cidade de Pilsen teve como alicerce um malte de excelente qualidade, lúpulos da região de Zatec que davam um amargor sem adstringência e aromas florais, fermento de lager vindo da Bavária e a água da cidade com baixos teores de dureza. Além disso, utilizou-se a técnica de mostura alemã, a tripla decocção, fermentação longa e em baixas temperaturas e longo período de maturação próximo a zero grau centigrado.
Séculos mais tarde a maltaria Weyermann, da cidade de Bamberg, fechou uma parceria com uma pequena maltaria artesanal da cidade de Benesov na República Tcheca, fundada em 1878, e de lá pra cá pouca coisa mudou nesta maltaria, com isso, nós temos um malte que é feito no processo antigo de malteação no chão (floor malted), com uma variedade especial de cevada, temos um malte claro, com boa modificação e proteína de 10,5%, ou seja, o passado dentro de nosso copo.


Desde que tive o contato com este malte na Weyermann há dois anos atrás, não saia da minha cabeça a cerveja que eu poderia fazer com ele, foi então que no dia 15 de julho de 2011 eu pude fabricar uma das melhores cerveja que já fiz, Weyermann Floor Malted e lúpulo Saaz, esta dupla faz transbordar aromas e sabores da cerveja. O estilo Bohemian Pilsen sempre foi um dos meus favoritos e ele prova que sutiliza e complexidade andam juntos e não tem nada com as pseudo pilsens que as cervejas comerciais fazem atualmente.
Vale ressaltar que  o Weyermann Floor Malted foi utilizado pela primeira vez no Brasil nesta Bohemian Pilsen, com isso, a Bamberg continua trazendo inovação aliada a tradição, foi assim ao produzirmos a primeira Altbier no Brasil, a St Michael, a Biertruppe Vintage e vem mais por aí.
Uma das surpresas desta cerveja será o nome dela, mas no próximo post eu falo sobre isso.  

12 comentários:

Blog Del Güerdo disse...

Como fã confesso do estilo Bohemian Pilsner, por ter conhecido seu berço e por conhecer a Bamberg, NÃO VEJO A HORA DE DEGUSTAR ESSA CEVA!!!!
Abraços

João Gabriel Margutti Amstalden disse...

Excelente. Precisamos de mais divulgação desse estilo fantástico. Vindo da Bamberg só espero coisas de alto padrão! Parabéns!

Alexandre Bazzo disse...

Blog Del Guerdo, obrigado pelos elogio e quando começar a venda dela eu aviso. Abraço.

Alexandre Bazzo disse...

João, concordo, a verdadeira pilsen deve ser mais estudada e divulgada. Abraço.

Bruno Rossi disse...

Parabéns Alexandre! Sempre com maravilhosas novidades! Me avise também quando esta cerveja estiver disponível!
Abraço!

Alenda disse...

Grande Alexandre!!!
Sempre escrevendo com propriedade de quem realmente ama o que faz.
Chegamos semana passada de Bamberg e com certeza se vem de lá é boa coisa.
Agradeço pelas dicas da região, pois ajudaram a tornar a viagem um sucesso.
Forte abraço und prost!!!

Elvio Resende disse...

Parabéns Alexandre ! Aguardamos com muita expectativa a chegada de mais uma cerveja Bamberg.

Henoque Pinarius disse...

Bamberg, sempre inovando. Foi através desse Blog que eu comecei a me interessar de verdade pelo universo cervejeiro. Parabéns Alexandre.

Alexandre Bazzo disse...

Bruno e Elvio,

Obrigado pelos elogios e ela estara disponivel a partir da primeira semana de setembro.

Abraço

Alexandre Bazzo disse...

Alenda, acompanhei sua viagem pelo FB, que bom que deu tudo certo, agora é usar a inspiração de lá pra trazer novidades pra cá. Abraço.

Alexandre Bazzo disse...

Henoque, este depoimento seu já vale todos os textos escritos no blog, pois a função dele é esta, trazer novos adeptos para a cerveja artesanal. Abraço.

Alexandre R. Alves disse...

Parabéns Alexandre, sempre inovando!